Agora na Rádio Encantado

Vigilância reforça ações para o monitoramento do coronavírus no Estado

Quarta, 29 de Janeiro de 2020
 O controle sobre a entrada de pessoas por portos e aeroportos do país é de responsabilidade da Anvisa

 

A Secretaria da Saúde (SES) está em alerta para o fato de que foi ampliada a área de transmissão do coronavírus. Desde esta terça-feira (28) estão redobradas as atenções para pessoas que estiveram em qualquer região da China nos últimos 14 dias e que, no retorno ao Brasil, apresentem febre e algum outro sintoma respiratório (tosse ou dificuldade para respirar). Até então, esse recorte geográfico estava delimitado a duas províncias do país asiático. A nova orientação foi dada pelo Ministério da Saúde na manhã de ontem e vale para os casos notificados a partir de então.

O controle sobre a entrada de pessoas por portos e aeroportos do país é de responsabilidade da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). A SES, por intermédio do Centro Estadual de Vigilância em Saúde (Cevs), trabalha em conjunto com a agência para monitorar a entrada de pessoas vindas da China. Quem chegar do país asiático e apresentar os sintomas descritos (febre e dificuldade respiratória) deve procurar imediatamente uma unidade de saúde.

A orientação aos serviços de saúde é que esses pacientes sejam imediatamente isolados e tratados de acordo com a gravidade do quadro clínico. Para os casos suspeitos, é recomendado que o paciente use máscara cirúrgica logo no início e seja mantido em quarto privativo. Os profissionais têm que adotar medidas de precaução padrão. Casos graves devem ser encaminhados para um hospital de referência, e os leves, acompanhados pela atenção básica em saúde com a recomendação de isolamento domiciliar.

As investigações sobre transmissão do novo coronavírus ainda estão em andamento, mas já foi identificada a disseminação de pessoa para pessoa. O vírus pode ficar incubado por duas semanas, período em que os primeiros sintomas levam para aparecer desde a infecção. Ainda não está claro com que facilidade o vírus se espalha de pessoa para pessoa. Apesar disso, a transmissão costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas (como gotículas de saliva, espirro ou tosse).

Texto: Governo do RS
Foto: Reprodução/Google

Compartilhe esta notícia:

Grupo Encantado de Comunicação


O Grupo Encantado de Comunicação - GECom - é integrado pelas Rádios Encantado, Onda 97 e Jornal Opinião Vale do Taquari.

Entre em contato


(51) 99988-1543

(51) 3751-1580

Redes Sociais


2021 © LB Sistema de Comunicação do Vale Ltda. | Todos os Direitos Reservados