Agora na Rádio Encantado

Trem dos Vales retoma passeios neste sábado

Sexta, 05 de Novembro de 2021
O trajeto do passeio é de 46 quilômetros e dura cerca de 2h30min


Com a queda nos índices da pandemia da Covid-19 e o retorno das atividades presenciais, o Vale do Taquari se prepara para um momento de crescimento do turismo. Um dos grandes eventos da região, o roteiro Trem dos Vales, vai retornar no próximo sábado (06) em sua terceira edição. Ao todo, serão 52 passeios, entre novembro e janeiro, pela ferrovia do trigo, entre os municípios de Muçum e Guaporé.

A venda dos bilhetes iniciou de forma antecipada em julho deste ano, por meio de agências de turismo, e, com isso, segundo a Associação dos Municípios de Turismo da Região dos Vales (Amturvales), dos 32 mil ingressos disponíveis, cerca de 28 mil já foram vendidos, com vagas apenas para viagens depois do Natal.

Ainda de acordo com a entidade, 60% do público que visitará o Trem dos Vales são de fora da região, o que mobiliza ainda mais o setor do turismo em todo Vale do Taquari, não somente nos municípios que fazem parte do projeto: Colinas, Dois Lajeados, Estrela, Guaporé, Muçum, Roca Sales e Vespasiano Corrêa.

- Realmente nós estamos muito felizes com o retorno do trem de passageiros. É um momento de oportunidades para todo o ‘trade turístico. Porque o turista não vai só embarcar no trem, desembarcar e ir embora. Alguns vão consumir pouco, mas outros tantos vão consumir em mais dias. Grande parte das passagens foram vendidas por agências, que conectaram produtos e serviços turísticos no pacote delas. Não somente o translado, mas as pessoas vão consumir à região, na parte de gastronomia, da hotelaria, dos pontos turísticos, são pacotes dos mais diversos tipos - comemora o presidente da Amturvales, Leandro Arenhart.

Além disso, Leandro também destacou que boa parte dos empreendimentos já estão com capacidade esgotada para atendimento. “

- De certa forma, isso é bom por um lado, ao mesmo tempo a gente precisa trabalhar mais ainda para termos mais e mais opções na área do turismo, que está em ascendência. É uma região, hoje, de oportunidades para negócios, porque são mais de 50 tipos de negócios que se conectam ao turismo. Houve um crescimento por vários motivos, mas terá muito mais ainda, daqui meio ano ou um pouco mais será inaugurada a obra do Cristo Protetor, que é um produto âncora, juntamente com o Trem dos Vales, com o Viaduto 13, enfim, o Vale do Taquari tem atrações das mais diversas para os turistas consumirem - completa.

Idealizado ainda nos anos 1990, o projeto é uma iniciativa da Associação Brasileira de Preservação Ferroviária (ABPF), em parceria com a Amturvales, e conta também com a cooperação da Rumo Logística. E sobre a importância desta união, principalmente quando se fala entre os municípios envolvidos, Leandro Arenhart esclareceu as principais ações que sintetizam esse movimento conjunto.

- O papel da governança justamente é organizar, ordenar esta questão do passeio do Trem dos Vales, e manter os sete municípios focados. Mas é importante salientar que a gente precisa fazer com que todos os municípios do Vale do Taquari, hoje 34 associados, entendam que o Trem é deles também, é do Vale. Eles precisam se pertencer a esse processo porque todo mundo pode se favorecer. Cada município tem o que oferecer, um produto diferente, e toda a região pode se favorecer como um todo - afirma.

Na mesma linha de raciocínio, o coordenador do Trem dos Vales, Rafael Fontana também garantiu que o evento é um benefício para toda a região.

- É um projeto que tem integração do turismo, não são só os municípios envolvidos no trem, mas integra a região toda e isso é bem importante. É um trabalho que se faz permanentemente. Ele acontece numa sequência de persistência que nós estamos tendo na região a cada dia, a cada mês e a cada ano, aprimorando nossos serviços e atrativos. Eu que acompanho um pouco mais, noto o quanto que a gente evolui de um ano para o outro. Se nós tínhamos em um ano cinco restaurantes, dez hotéis e cinco atrativos, no ano seguinte isso já dobra, vai ampliando. Então a gente acompanha e vê essa evolução em várias cidades da região. Eu considero que temos que olhar o Vale do Taquari como um único território - sustenta.

- Nosso tão sonhado projeto de mais de 20 anos, que a gente começou a colocar em prática em 2019 e todo ano tem avançado um pouco mais. Em 2019, foram 5 mil bilhetes vendidos, em 2020, 8 mil e neste vamos atingir os 30 mil bilhetes vendidos para fazer 52 passeios nessa ferrovia que eu não tenho dúvida que é a mais linda do Brasil. Para quem conhece outros roteiros do Brasil todo, se encanta com esse nosso Vale, com as belezas naturais que Deus nos proporcionou. Mas também com a arquitetura, as construções e engenharia do ser humano, que ao longo dos anos foram se estruturando na região - reitera Rafael Fontana.

TRAJETO
O trajeto do passeio é de 46 quilômetros e dura cerca de 2h30min, passando por 21 túneis e 17 viadutos, entre eles o V-13 em Vespasiano Corrêa, considerado o maior da América do Sul. A organização do projeto faz um alerta para a proibição da circulação de pessoas nos trilhos e de veículos nas proximidades. Durante os dias dos passeios, haverá fiscalização no trecho entre os municípios de Muçum, Vespasiano Corrêa, Dois Lajeados e Guaporé.

VENDA
Os bilhetes podem ser adquiridos pelo site www.tremdosvales.com.br no valor de R$ 139.

DATAS
Novembro:  06, 07, 13, 14, 15, 19, 20, 21, 27 e 28
Dezembro: 04, 05, 11, 12, 17, 18, 19, 22, 26, 28, 29 e 30
Janeiro: 02, 07, 08 e 09

HORÁRIOS
Saída de Guaporé: 9 horas
Saída de Muçum: 14 horas

Texto - Cesar Augusto/Jornal Opinião 
Foto - Luis Gustavo Bettinelli

Compartilhe esta notícia:

Grupo Encantado de Comunicação


O Grupo Encantado de Comunicação - GECom - é integrado pelas Rádios Encantado, Onda 97 e Jornal Opinião Vale do Taquari.

Entre em contato


(51) 99988-1543

(51) 3751-1580

Redes Sociais


2021 © LB Sistema de Comunicação do Vale Ltda. | Todos os Direitos Reservados